Antoni Abad

Lleida, Espanha, 1956. Vive em Barcelona, Espanha
Vídeo-artista participou de eventos e exposições: Uno - Centro de Arte Rainha Sofía em Madrid, Museu de Arte Moderna de Buenos Aires, II Bienal Ibero-americana de Lima, ZKM'net_condition em Karlsruhe, Dapertutto - Bienal de Veneza, Media Lounge - New Museum of Contemporary Art em Nova York, Hamburger Banhof em Berlin, Museu de Arte Contemporânea de Barcelona, P.S.1. - MOMA em Nova York, Centro Cultural de Espanha em Mexico DF, 1ª Bienal de Sevilla, Museu de Arte Contemporânea de Castilla e León. La Casa Encendida em Madrid.


Megafone 2003ABRIR
Antoni Abad realiza um trabalho emprestando celulares com máquina fotográfica a grupos que sofrem algum tipo de discriminação para que estes documentem seu dia a dia. A abordagem se dá da seguinte forma: localizando um grupo em uma cidade e entrando em contato com eles através de seminários ou grupos de trabalho. 
O projeto possui um cunho sociológico, estudando o cotidiano dessas minorias, criando redes de comunicação e tornando visíveis as perspectivas de cada um desses grupos. A internet, neste caso, funciona como uma plataforma de disseminação dessas informações e como banco de dados do projeto. Ao permitir que os participantes façam registros de sons e imagens, publicando-os imediatamente na Web, esses telefones móveis se convertem em megafones digitais, que amplificam a voz de pessoas e minorias ignoradas ou desfiguradas pelos meios de comunicação predominantes.
Funciona bem em qualquer PC, celular e tablet.